quarta-feira, 29 de junho de 2011

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Team iLuminate.

Liberte seus dedos.


Comercial muito legal do Galaxy SII da Samsung.

Faz igual!

Techno didgeridoo.


Didgeridoo é um instrumento de sopro que era usado pelos aborígenes australianos, acredita-se que o instrumento já exista a cerca de 1500 anos.

No vídeo em questão o músico Ondrej Smeykal apresenta uma versão, digamos techno, desse curioso instrumento.

Fonte: Xpock.

Você faria o que!?

Lançamento.

Toulambi.



Imagens de 1976 mostram o primeiro contato de um homem branco com a tribo Toulambi da Papúa Nova Guiné.

Arcade Dominator.

Pra quem reclama do trabalho...

Vaca fujona.

Homem rouba 1 dólar em banco para ir preso e ter tratamento médico.


O americano James Verone, de 59 anos, não tinha seguro de saúde e precisava de tratamento médico quando teve uma ideia. Entrou em uma agência do banco RBC, em Gastonia, no estado americano da Carolina do Norte, entregou um bilhete à atendente dizendo "isto é um assalto, por favor, me dê um dólar" e esperou pela chegada da polícia para levá-lo preso.

Isso porque, na cadeia, ele terá de graça o tratamento de suas duas hérnias de disco e outros problemas de saúde. O caso foi noticiado pelo canal americano "NBC", que chegou a entrevistar o homem.

"Sou uma pessoa que raciocina logicamente, e foi a essa lógica que cheguei", afirma Verone. "Saí andando de perto do caixa, mas aí voltei e disse: 'vou ficar sentado bem ali naquela cadeira esperando pela polícia'", conta.

Desempregado, ele só vinha acumulando contas e pensou que a melhor maneira para conseguir tratamento médico e um teto seria indo para a cadeia. Ele calcula que, quando for liberto, já terá idade suficiente para recolher o dinheiro do seguro social a que tem direito.

E ele tem planos para quando sair da prisão. "Já estou olhando um condomínio. Conversei com um corretor de imóveis em Myrthe Beach", diz.

Verone não recomenda que outras pessoas recorram à sua estratégia, mas afirma que está tendo tratamento médico decente. O médico que o atende, no entanto, o acusa de manipular o sistema. "Se isso é chamado de manipulação porque tenho necessidade de cuidados médicos, então acho que estou manipulando as cortes para conseguir o tratamento", admite.

A única falha no plano dele é que, por ter levado apenas US$ 1, a polícia não o acusou de assalto, e sim de roubo de valor insignificante. Isso deve fazer com que ele passe menos tempo que o planejado na prisão.

Brincadeira sem noção.

Acrobacias num túnel de vento.

Sephiroth vs. Cloud.

Cuidado, não acredite em tudo que vê!

Os possíveis sonhos da filha da publicitária Adele Enersen.