domingo, 13 de fevereiro de 2011

8 bichos com caras curiosas.

Toupeira nariz de estrela
Como enxerga mal, essa toupeira, que vive em partes do Canadá e dos Estados Unidos, tem um nariz especial para compensar a quase falta de visão. São 22 minitentáculos rosados e hipersensitivos, com a ajuda dos quais ela se guia e encontra comida – minhocas, lagartas e outros vermes que passar por perto.


Morcego nariz de tubo
Encontrada em Papua-Nova Guiné, espécie de morcego, mede aproximadamente de 6 cm. Com orelhas amarelas que lembram chifres, e olhos alaranjados pouco simpáticos. O mais estranho é o nariz em formato tubular.


Blobfish
Tem essa aparência bonita porque seu corpo quase não tem músculos. Ele praticamente só flutua, como uma água-viva.  Normalmente vive nas costas da Austrália e da Tasmânia.


Peixe-machadinha
O nome “machadinha” vem do formato do corpo. Ele vive no fundo dos oceanos, não passa de 12 cm e é completamente inofensivo.


Peixe-morcego de lábios vermelhos
Usa suas nadadeiras para “andar” no chão do oceano. A espécie é encontrada no Arquipélago Galápagos, geralmente a mais de 30 m de profundidade.


Axolote
É uma espécie de salamandra típica do México. Com pele rosada e cerca de 20 cm, certamente faria sucesso como personagem de um filme infantil. O “penteado” exótico, de guelras avermelhadas que lembram penas, ajuda a compor o visual. É considerado iguaria em algumas partes do país.


Társio filipino
Ele é um dos menores primatas conhecidos: não tem mais de 15 cm de altura e pesa pouco mais de 100 g. Cabe na sua mão. Encontrado principalmente no sudeste das Filipinas, tem sofrido com a extração ilegal de madeira por lá, e corre risco de extinção.


Aie-aie
O aie-aie parece um morcego, principalmente por causa das orelhas. Ou então um gremlin. Mais na verdade ele é um lêmure nativo de Madagascar, que mede aproximadamente de 30 centímetros e pesa pouco mais de dois quilos, e é perseguido pela população supersticiosa, que acha que o bicho traz má sorte (por que será?).

Nenhum comentário:

Postar um comentário