terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Americano pode ser processado por ter lido os e-mails da mulher.


Um homem de Rochester Hills, nos Estados Unidos, pode pegar até cinco anos de prisão por ter lido os e-mails de sua mulher.

Segundo Detroit Free Press, os promotores locais invocaram uma lei usada para processar crimes como roubo de identidade e segredos comerciais a fim de acusarem Leon Walker, de 33 anos.

Leon era casada com Clara Walker. Ao acessar a conta do Gmail da mulher, ele descobriu que ela estava tendo um caso com o ex-marido do segundo casamento, um homem com histórico de violência doméstica.

Leon encaminhou os e-mails para o primeiro marido dela, pai do filho dela, porque se sentia obrigado a proteger o menino. Descontente, Clara pediu o divórcio, que foi finalizado no início do mês.

Leon deve ir a julgamento no dia 7 de fevereiro. Ele alega que o laptop era do casal, toda a família usava, usando uma senha que ela guardava em um livro perto do computador. Enquanto Clara diz que se tratava de um laptop pessoal não compartilhado.

Um comentário:

  1. Essa ai tem mais eh que quebrar a cara mesmo. Trair o marido com o ex que arrebentava a cara dela, tsc tsc. Tomara que ela volte pra esse a apanhe bastante todos os dias.

    ResponderExcluir